As 6 formas que o stress tem de acabar com a sua qualidade de vida

O stress é, segundo a Organização Mundial da Saúde a doença que mais faz vítimas em todo o mundo. Hoje, mais de  90% da população mundial provou em algum momento da vida algum sintoma dele.

Segundo a pesquisa, que foi realizada em 2013, mais de 70% dos brasileiros também estão bem a par do que é sofrer com os sintomas do stress: a boca fica seca, a memória falta nas horas mais importantes, a paciência se esgota, o desânimo aparece, as dores no corpo dão sinais – principalmente nas nossas costas – e a nossa qualidade de vida vai para o brejo.

Você certamente conhece alguém que já esteve nessa situação, isso se não foi você mesmo que passou por uma crise quando o stress chegou ao máximo: a sensação é a de que tudo aquilo que estamos fazendo – seja em nosso trabalho, seja em nossos estudos, seja em nossa vida familiar – realmente aparenta ter algum sentido.

E quando isso chega no limite, a sobrecarga é tamanha que mesmo nos finais de semana ou em nossas folgas, quando poderíamos descansar, conseguimos. Sofremos com os sintomas dos próximos dias que virão, com todas as tarefas, cobranças, demandas e obrigações que não nos sentimos prontos para encarar.

Se você chegou até aqui entendendo e se localizando em cada um desses sintomas, saiba: você faz parte dos 90% de pessoas no mundo todo que sofrem com o stress e hoje o que vamos fazer aqui, juntos, é entender como é que ele está afetando nossa qualidade de vida, quais os setores dela que são mais prejudicados e quais as estratégias que podemos adotar para dar um basta nisso tudo que tanto nos machuca.


6 sinais de que o stress está acabando com a sua qualidade de vida

Stress

Entender esses sinais faz parte de como começar a elaborar estratégias para fazer com que a sua vida se restabeleça em termos de qualidade, saúde e bem estar. Veja.

1 – O stress literalmente brinca com a sua cabeça

Você já teve a sensação de que trabalhar focado o tempo todo é a única forma de conseguir bons resultados e bom desempenho?

Você já notou que se sente exausto tentando manter o foco no que está fazendo?

Saiba: um estudo feito pela Universidade de Maryland Medical Center (UMMC) revelou que o stress afeta – e muito – a nossa capacidade de nos mantermos atentos, focados e inteirados do que está acontecendo ao nosso redor.

E aí é que está: enquanto nós nos sentimos pressionados a manter a atenção de forma constante, o stress está brincando com a nossa cabeça, fazendo com que entremos em um ciclo vicioso: é impossível manter a atenção, por mais que a gente se obrigue a manter. Isso, por fim, gera mais stress.

E se você acha isso pouco, ainda tem mais: o stress produz um hormônio chamado cortisol. Conforme os níveis desse hormônio aumentam, mais danificado fica nosso hipocampo – que é a área do cérebro responsável por nossa memória. E aí, a notícia é triste: quanto mais estressante tiver sido nossa vida, mais nosso cérebro tenderá a encolher em nossa meia-idade, graças à ação do cortisol.

2 – O stress aumenta o risco de sofrer um AVC ou um ataque cardíaco

Existe uma ligação perversa entre doenças vasculares e stress, porque ele, simplesmente, altera e eleva a nossa frequência cardíaca natural e faz com que a sobrecarga contraia nossas artérias.

Conforme o nível do hormônio do stress – o cortisol – aumenta, mais denso também fica o nosso sangue, fazendo com que ele lesione os revestimentos dos nossos vasos sanguíneos, inflamando-os.

Assim, quanto maior o stress, mais alta também será a pressão arterial, fazendo com que o risco de infarto também aumente consideravelmente.

3 – O stress acaba com a sua imunidade

Sabe aquela gripe persistente, a infecção urinária de repetição ou até mesmo aquelas infecções de garganta que aparecem quase todo mês?

Isso tudo tem a ver com o seu pico de stress, porque conforme ele aumenta, o seu corpo passa a pensar que está em risco iminente, fazendo com que seu sistema imunológico entenda que combater as infecções não é uma prioridade.

Assim, aquela gripe que deveria ser apenas um resfriado, acaba tomando dimensões colossais, te levando da cama para o médico e do médico para a farmácia, onde o gasto com medicação será também estressante para o seu bolso.

4 – Ele faz você envelhecer mais rápido

Isso porque ele altera toda a nossa fisiologia, fazendo com que, por exemplo, nossa pele receba menos nutrientes, menos sangue e menos água, o que pode fazer com que você acabe com uma fisionomia que nada tem a ver com a sua idade de fato.

E isso também vai além da pele e da aparência: nossos neurônios também sofrem com esse mesmo processo. E tem mais: as nossas células cerebrais, conforme envelhecem, podem fazer com que doenças como o Alzheimer possa se manifestar, bem como outros processos de demência e doenças degenerativas.

5 – Seu humor, seus relacionamentos e sua vida social também não ficam imunes

E isso tem uma causa diretamente relacionada ao seu sono: como você não consegue relaxar da forma que deveria, seu humor fica bem, mas bem flutuante e, por conta disso, estados de euforia – felicidade intensa – e depressão – infelicidade, desânimo e apatia – podem surgir.

E aí, não tem amigo, amor e família que resistam: a irritabilidade passa a ser um dado cada vez mais comum da sua vida e a baixa tolerância também, fazendo com que brigas, discussões e desapontamentos apareçam de forma cada vez mais constante nos seus relacionamentos.

6 – Você passa a sentir mais dor

Sabe aquela sensação de carregar o mundo nos ombros?

Isso tem a ver com tensão, basicamente. O corpo fica mais contraído, mais resistente ao relaxamento. Com isso, dores nas costas, dores de cabeça, dores musculares e até mesmo distúrbios gástricos se tornam companhia mais do que conhecida.


O que podemos fazer para mudar esse quadro?

Mais do que se perguntar o que podemos fazer para mudar o quadro de stress, é importante se perguntar o que fazer para evitá-lo.

Por mais difícil que seja lidar com o que as pessoas esperam, os prazos esperam e a vida espera, é necessário entrar em um acordo pessoal com isso. Isto é: simplesmente aprender a não tomar para si tudo aquilo que se deseja.

O trabalho não vai bem, mas você dá seu melhor?

Bem, é importante lembrar que outras pessoas e outros fatores também influenciam e é impossível gerenciar todos.

O relacionamento não vai bem?

Veja, é importante lembrar que o relacionamento depende também do outro, das suas posturas e da sua vontade.

A autocobrança, por mais essencial que seja, é um caminho sem volta: com o tempo, nada será tão perfeito ao ponto de sustentar sua felicidade, até porque, em suma, ela também depende de uma visão realista das possibilidades que te cercam.

Assim, o importante é começar a olhar para a vida, para as coisas, para os ambientes de forma mais racional: nem sempre – nunca, na verdade – as coisas sairão exatamente como você espera, até porque nem todas elas dependem unicamente dos seus esforços.

Mas se tem algo que realmente depende do seu esforço, é a sua capacidade de cuidar da sua saúde mental e física. Aí, entram várias soluções.

Eu, por exemplo, passei a praticar exercício físico diariamente quando notei que o meu nível de stress afetava todos à minha volta porque *me* afetava.

Descobri que o meu trabalho, stressante por definição – eu era professora 😉 – não me fazia mais feliz. Por isso, embarquei em uma outra jornada: abri minha empresa – e isso sem nenhum recurso que não o pessoal, trabalhando em minha própria cama durante muito tempo -, busquei clientes, ampliei meus negócios.

Hoje, trabalho com um número limitado de clientes. Faço o que realmente importa e aprendi a viver com muito menos dinheiro do que já tive. Isso, por sua vez, evita muito stress e muita dor de cabeça, já que as dívidas já não fazem mais parte da minha vida.

À medida que reduzi meu consumo, reduzi as dívidas porque consegui pagá-las. Hoje, posso, com felicidade, gastar um tênis até não poder mais e comprar outro, à vista, evitando mais dores de cabeça com gastos futuros.

A minha própria história me desafiou a olhar para meu caminho de forma diferente.

E é esse convite que lhe faço: vamos juntos mudar de vida?

stress


Ganhe 10% de desconto na sua primeira compra!

Deixe seu email abaixo e receba um cupom de desconto exclusivo!