3 exercícios com peso do corpo que podem lesionar seus joelhos

Alguns exercícios podem comprometer sua saúde quando não são bem executados. Entre eles, os campeões são aqueles que envolvem pesos.

Não há prevenção maior ou melhor para esses riscos do que um bom acompanhamento, seja ele de um personal trainer ou mesmo do seu professor na academia – que nunca deve deixar de ser chamado quando pintar uma dúvida, sob pena de uma lesão surgir e te afastar por um longo tempo dos seus treinos preferidos e da qualidade de vida que você construiu através do esporte.

No entanto, mesmo com a certeza de que tudo está sendo feito conforme a instrução do professor ou do personal, alguns exercícios podem danificar as suas articulações, especialmente a dos seus joelhos. Isso pode ocorrer mesmo quando não utilizamos nenhum peso para potencializar o resultado da série, usando apenas o peso do corpo.

Esse tipo de atividade acomete pessoas de todas as idades, diga-se. Logo que eu comecei a praticar atividades físicas em academias, fui apresentada ao salto seguido de agachamento, que eu fazia apenas com o peso do corpo.

exercícios

Esse exercício, ainda que não envolva um peso extra, destruiu meus joelhos e fiquei afastada dos treinos por alguns meses devido à dor intensa que sentia, o que atrapalhava, inclusive, minhas atividades cotidianas, tais como subir ou descer as escadas que levam ao meu próprio apartamento.

Isso chegou a tal ponto, que tive de ir ao médico, tomar anti-inflamatórios por um longo período e procurar até mesmo fisioterapia.

Mas o que aconteceu de tão errado assim nesse processo? O exercício é ruim? Não deve ser feito? Nada disso. Faltou, apenas, atenção minha para com meu próprio corpo, que já dava sinais de que algo não ia bem.

Como nosso corpo busca sempre a posição mais confortável para ele – o que não quer dizer que seja a mais anatômica, nem sempre percebemos que o pé de base, por exemplo, está virado mais para fora do que deveria estar, fazendo com que nosso joelho se volte igualmente para fora e tenha uma rotação inadequada e de nenhuma forma anatômica.

A parte legal dessa minha primeira experiência é que depois do trauma veio a bonança: voltei para a academia muito mais consciente dos exercícios que eu poderia fazer, dos limites do meu corpo, das minhas necessidades e, principalmente, do que é um movimento anatômico e do que não é um movimento anatômico.

E isso, saiba: pode ser percebido na hora em que fazemos o exercício. Nem antes, nem depois. Se está doendo a articulação, pare e chame seu professor. Se está doendo a musculatura de forma suportável, se está aquecendo ou só mesmo cansando, vá em frente: é o seu exercício dando super certo e te levando para mais perto dos seus objetivos.

Esse, no entanto, não é o único vilão dos nossos joelhos. Veja quais são os outros “eleitos” e previna-se!


Exercícios ou vilões? O que é preciso saber para não lesionarmos nossos joelhos?

Não tem jeito: os melhores amigos da nossa saúde são nossa atenção e nosso olhar atento para nossa anatomia e, principalmente, não recusar auxílio dos acessórios e estabilizadores presentes hoje no mercado.

Agachamento Pistol: um dos exercícios mais complexos

joelhos

O Agachamento Pistol é um exercício incrível e que apresenta resultados incríveis em poucas repetições. Basta uma, duas ou três séries para começar a sentir a deliciosa fadiga nos glúteos, coxas e panturrilhas.

No entanto, vale lembrar que esse é um dos exercícios que mais exige força e equilíbrio, sobretudo dos membros inferiores. Então, olha, é melhor não arriscar. Se você não se sentir preparado, não arrisque um menisco em troca de um movimento bonito na frente do espelho.

Se você quer aprimorar essa musculatura, saiba: invista em um bom Agachamento Búlgaro estabilizado com uma cadeira, bloco ou suporte antes de arriscar o Pistol. Os dois são excelentes para adquirir força nos mesmos grupos musculares e aposte no Pistol quando realmente se sentir preparado para executá-lo com toda a perfeição que seu corpo merece.

Afundo: seus joelhos ficam vulneráveis à lesões

joelhos

Se você tiver pernas realmente fortes, treinadas e um bom equilíbrio, a chance desse exercício provocar alguma lesão que te tire da academia ou das suas atividades cotidianas é realmente baixa.

No entanto, basta um descuido para colocar tudo à perder: não prestar atenção às curvas e alinhamento do corpo como um todo.

Em um Afundo bem feito, as coisas funcionam assim: a perna da frente fica com alinhamento perfeito entre tornozelo e joelho e a perna de trás tem seu joelho voltado para baixo enquanto ombros e quadris ficam alinhados.

Outra coisa que merece atenção especial é a importância de não encostar o joelho diretamente no chão. Isso faz com que os fluídos da sua patela, como aqueles presentes na bursa, fiquem irritados. Isso causa dor, inflamação, inchaço e em casos extremos, fraturas.

Essas informações trazidas por Chris Kolba, PhD em Fisioterapia da Universidade de Ohio são absolutamente valiosas e podem, de fato, nos deixar mais fortes, mais tranquilos em relação aos exercícios e muito mais saudáveis.


Ganhe 10% de desconto na sua primeira compra!

Deixe seu email abaixo e receba um cupom de desconto exclusivo!